À Vitória-Régia

13112regia

(TEXTO INCOMPLETO)

À Vitória-Régia.

Olá.

Há muito tempo tenho tentado reunir as palavras certas para tentar descrever o que você significa para mim. Sei que isso será uma tarefa quase impossível devido às inúmeras sensações que me invadem quando penso, estou ou me recordo de você. Cada momento tem sido único. Cada intensidade, irrepetível.

Por mais que eu entenda que pessoas são únicas e, em sua peculiaridade, demasiadamente diferentes umas das outras, você me parece ser a mais singular. Sinto isso não porque a amo, mas porque você me ama com um amor simples, puro, abnegado e incondicional mesmo que, aparentemente, existam algumas condições para que este amor seja meu.

Fiz parte da vida de algumas pessoas – todas especiais em suas peculiaridades -, mas nenhuma que pudesse ser comparada a você, principalmente porque nenhuma fizera parte de minha vida. Águas que não movem este moinho.

A que comparar você?

O mero desejo de descrevê-la não fará jus ao que é na essência.

Como já disseram, “o essencial é invisível ao olhos”. Assim, em um esforço incondizente com a realidade, começarei com o que é visível aos olhos.

Você é muito mais que bonita e sabe disso:

Não bastando sua beleza física, sua presença jamais passa despercebida. Não há quem deixe de notar quando você chega. Sua influência pessoal hipnotiza a qualquer um que olhe para você: homens e mulheres. Não poucas vezes percebi isso em todos os ambientes em que estava. Jamais vi tal coisa acontecer na companhia de quem quer que fosse. Sempre comparei. Nunca encontrei.

Seus cabelos sempre foram sua coroa de resplendor e continuam a afirmar o se espalha por todo seu corpo: você é mulher de verdade.

Não é mulher apenas por ser do sexo feminino, mas por ser feminina, sensual e, ao mesmo tempo, extremamente selvagem na essência.

Sim, selvagem. O tipo único de mulher, que não é menina ou uma mulherzinha qualquer. Mulher que, como já ouvi dizer, “é muita areia para meu caminhãozinho”. Mas quem precisa de um caminhão quando se pode estar completamente descansado no areal?

Em raras ocasiões, notei um olhar que em nada corresponde a toda ternura e inocência transmitidas por seus olhos quando estes se dirigem a mim. Quando isso acontece, entendo, em parte, o que significa graça: o único presente que ganhamos por não merecer. E, por não merecer e ganhar, sinto-me maravilhosamente constrangido a tentar retribuir toda a afeição, todo o cuidado, toda a ternura e todo o amor que recebo de você.

Este está muito longe de ser um de meus melhores textos, porém, é o que mais se aproxima do que queima aqui dentro de meu peito.

Muito em breve – e anseio por demais por esse momento, como nunca em qualquer outro momento de minha vida – sei que a expressão maior de tudo o que representa para mim estará entre nós “e, assim, nosso mundo estará completo”.

Amo você, minha mulher, a mais bonita e completa.

Anúncios

Se puder ser solidário e realizar uma boa ação, compartilhe aqui. :-)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s